Eficiência energética e telhados verdes

Reduzir o desperdício de energia é um dos grandes desafios dos grandes centros urbanos. Os sistemas de geração trabalham cada vez mais no limite e a demanda de distribuição e uso é crescente. A aplicação em escala de telhados verdes e jardins suspensos pode contribuir positivamente para melhorar a eficiência energética de regiões inteiras, atuando diretamente na melhoria do conforto térmico e reduzindo os gastos com equipamentos de ar-condicionado.

Telhados verdes reduzem os gastos com energia elétrica em uma construção, melhorando o conforto térmico e reduzindo os gastos com resfriamento do ambiente (ar-condicionado). Com uma temperatura ambiente de 30ºC, a superfície exposta de uma cobertura pode atingir facilmente mais de 70ºC, enquanto em telhados verdes a temperatura varia entre 25º e 30ºC.

Um telhado verde pode contribuir fortemente para economia de energia – experimentos demonstram reduções entre 73% e 18%, em função do clima local, posicionamento e design da construção, materiais usados, entre outros fatores. A camada de substrato e as plantas atuam como uma barreira contra a incidência de radiação solar, resfriando a cobertura ou telhado através do processo de evapotranspiração.

Estudos realizados pelo Conselho Nacional de Pesquisas canadense demonstraram que edifícios com ate 3 andares podem ter seus custos diários de energia elétrica com refrigeração (ventilação e ar condicionado) reduzidos em 50% ou mais com a instalação de telhados verdes. Essa redução de demanda por refrigeração acarreta outros benefícios econômicos, como por exemplo investimento em equipamentos de menor porte.

Deixe uma resposta